Valuation Parte I – Conceitos básicos que afetam o valor do seu negócio

Valuation Parte I – Como seus conceitos básicos afetam o valor do seu negócio

A eValley elaborou uma série de textos, simples e resumidos, sobre Valuation. A discussão sobre a avaliação do valor do seu negócio irá ser tema de discussão de sua Startup em algum momento de sua vida, salvo raras exceções.

Nesta 1ª introdução iremos contemplar os conceitos básicos de Valuation, e como eles já afetam o valor do seu negócio.

Valuation

“Valuation” em termos práticos é avaliar o valor de um ativo. Essa avaliação fornece informações financeiras determinantes para o sucesso do seu investimento e empresa, garantindo que você pague ou receba pelo valor justo e não pelo preço ofertado. Sua Startup é um “ativo”.
Esteja conectado e fique por dentro dos 2 principais métodos de avaliação determinantes para a identificação do valor de uma empresa e para sua melhor escolha de compra ou venda de empresas e ações.

1. Avaliação Intrínseca

A primeira é a avaliação intrínseca de um ativo, que é determinada pelo fluxo de caixa* que se espera que sejam gerados ao longo de sua vida útil e pelo grau de incertezas e riscos a ele associados.
Por isso, cada vez mais se faz avaliações em todas as fases do ciclo de vida das empresas, pois o mercado é muito volátil e seu futuro sempre incerto, fazendo com que o mesmo possa ser afetado por aspectos negativos/risco que diminuam o valor da empresa/ação ou aspectos positivos que aumentem esse valor.
Por isso, para esta modalidade como veremos abaixo, é importante ter um controle documentado e estruturado do seu fluxo de caixa (real e projetado, com cenários e premissas explícitas) para qualquer discussão a qualquer momento.
1º Passo – Case: Investimento em compra/venda de empresa/ação de uma rede Farmacêutica
i. Conhecer todas as demonstrações financeiras, incluindo o fluxo de caixa da empresa e projeta-los para os próximos 2 a 3 anos, definindo sempre o *tipo de fluxo de caixa a ser utilizando;
ii. Utilizar a matriz de Porter para facilitar seu mapeamento do entorno competitivo e fatores que podem influenciar a oferta ou demanda do seu mercado:
- Fornecedores: indústrias químicas;
- Regulador: Anvisa;
- Substitutos: chips inteligentes;
- Associações: associação do setor farmacêutico;
- Competidores: Indústria do mesmo ramo;
- Clientes: farmácias, governos;
- Novos entrantes: inovação tecnológica.
iii. Utilizar a matriz Swot:
- Forças: identificar e mapear as forças internas à empresa, criando possíveis cenários ao longo dos anos, maximizando seu diferencial no mercado e se estabelecendo diante sua concorrência. Como por exemplo sua marca, serviço, qualidade
- Fraquezas: identificar e mapear as fraquezas internas à empresa e desenvolver planos de ações específicos sanando cada uma das adversidades ao longo dos anos. Afim de minimizar seus riscos e transformar suas fraquezas em forças para o negócio. Ex: má gestão e não utilização da matriz Porter, objetivos indefinidos, etc.
♦ Comentário eValley: as Forças e Fraquezas estão relacionadas ao ambiente interno de sua Startup, ou seja, todos os aspectos do seu negócios que estão sob sua gestão ou “controle”
- Oportunidades: identificar e mapear as oportunidades externas do mercado, para que se crie um diferencial no seu negócio e algo que supra a necessidade do seu consumidor;
- Ameaças: identificar e mapear as ameaças externas do mercado para atuar se prevenindo ao longo dos anos e extinguindo as ameaças ao transformá-las em oportunidades.
♦ Comentário eValley: as Oportunidades e Ameaças estão relacionadas ao ambiente externo de sua Startup, ou seja, todos os aspectos do seu negócio que estão fora da sua empresa. Você pode até ter como influenciá-los, mas não estão sob sua gestão ou controle.
iv. Informações macroeconômicas
v. BETA – medida de risco do mercado relativo que gira em torno de 1;
vi. tipo de fluxo de caixa:
a. Simples: único pagamento ou recebimento, em determinado período de tempo;
b. Anuidade ou serie: é uma sucessão de pagamentos ou recebimentos que ocorrem em intervalos, durante um período de tempo;
c. Anuidade ou serie crescente: quando o capital aumenta ao longo dos anos;
d. Perpetuidade ou serie infinita: são pagamentos ou recebimentos que tenham juros fixos para sempre;
e. Perpetuidade crescente: são pagamentos ou recebimentos em que os valores cresçam a uma taxa constante para sempre;

Este 1º passo da avaliação é fundamental antes de adotar seus moldes e critérios para inputs de informações. Pois é necessário considerar algumas verdades sobre o seu ponto de vista e não apenas as análises realizadas por terceiros.

Em resumo, se você for analisar alguma Startup ou empresa para comparar com a sua, independente do motivo, gaste mais tempo analisando as demonstrações financeiras do que lendo analises de terceiros. Se você for elaborar a sua, não esqueça de passar e conhecer todos os itens acima pois com certeza serão alvo de suas reuniões. Estas podem ser com potenciais investidores, investidores atuais, parceiros comerciais, outras parcerias etc. Você também deve adotar a cultura de acompanhar seus indicadores financeiros e discuti-los com seus sócios e equipe, pois no final do dia o objetivo de qualquer empresa é o lucro. Ele define o panorama futuro de crescimento sustentável de sua Startup.

Outro ponto fundamental é o nível de detalhes a incluir em seus modelos, pois eles permitem o uso de informações mais especificas melhorando suas previsões. Mas para sua conclusão final, utilize um modelo mais simples de inputs, pois, neste caso, menos é mais. Tenha bom senso para escolher o nível de detalhamento adequado ao seu caso.

2. Análise Relativa

A segunda maneira de realizarmos um Valuation é a avaliação relativa de um ativo, que é estimada pelo valor da empresa/ação, com base nos preços de mercados de ativos semelhantes. Ou seja, comprar o valor de sua Startup com empresas similares existentes no mercado.
Por exemplo, para investimento numa Startup voltada para o setor e Hospitalidade (Turismo & Hotelaria) é necessário saber o valor médio dos seus concorrentes que ofereçam o mesmo tipo de Produto ou Serviço. Procure notícias sobre empresas, Startups ou áreas de multinacionais que receberam investimentos semelhantes, no Brasil e no mundo, e que sejam similares à sua Startup. Achou um monte? Eleja aquelas mais comparáveis (seja por tamanho do mercado, seja por tamanho da equipe, seja por tecnologia etc) a sua e mantenha as demais no seu radar. E o mais importante: saiba justificar suas escolhas de comparação. De forma simples e até o 5º ‘por quê’.

3. Conclusão

Embora a avaliação intrínseca ofereça uma visão mais ampla dos fatores determinantes do valor de uma empresa ou ação, haverá ocasiões em que a avaliação relativa proporcionará uma estimativa mais realista do valor de mercado e pode ser feita de forma muita mais rápida do que a avaliação intrínseca. Mas para melhorar as chances de sucesso no seu investimento, o melhor é utilizar os dois métodos de avaliação.

E é neste momento que a eValley Startups atua junto aos seus clientes, com seu olhar digital e know how da indústria de consultoria de alta gestão e mercado financeiro, afim de garantir o SIM para os casos em que investimentos envolvendo a valoração e avaliação do valor de uma startup é o que precisamos para alavancar tração e escalabilidade em nossos clientes-startups. A partir da nossa Consultoria Digital de Alta Gestão, garantimos a profissionalização da nossa cliente-startup: estruturação dos economics do Valuation, embasados por premissas internas (processos, KPIs, planos comerciais, opções estratégicas, roadmap de parcerias, cronogramas operacionais etc) e análises de cenários externas (macroeconomia, demographics, regulador, legislação, fornecedores, substitutos, cenários de demanda etc).